Avaliação Psicológica


A avaliação psicológica, uma das áreas da psicologia que mais se desenvolveu ao longo dos últimos séculos (XIX e XX), constitui um dos recursos sabidamente mais utilizados pela sociedade para diferenciar, qualificar e identificar características individuais de determinados indivíduos ou grupos com diversas finalidades. É atividade restrita ao psicólogo, que possui o domínio sobre as técnicas e controle sobre a manipulação dos testes, baseados em anos de pesquisa e experimentação científica.

A avaliação comportamental é importantíssima dentro do contexto terapêutico, pois é através dela, que podemos definir as ferramentas que o cliente possui para lidar com os problemas que o afligem e em que ponto as contingências estão sendo prejudiciais. Enfim, a avaliação psicológica é o marco por onde começa a psicoterapia e é o inicio do conhecimento do cliente, buscando informações na sua historia de vida, contingências atuais que sustentam suas respostas e tudo aquilo que é definido pelo cliente como comportamentos problema.

Definição:
A Avaliação Psicológica ou Psicodiagnóstico é o conjunto de informações obtidas pelo psicólogo com ou sem a utilização de testes junto ao paciente e/ou familiares, para esclarecimento e compreensão, o mais completa e profundamente possível das condições do paciente. É realizada para identificação de distúrbios emocionais, problemas de conduta, condições intelectuais e emocionais de crianças, adolescente e adultos, e destinada a subsidiar pais, escolas e profissionais da saúde que necessitem da atuação do psicólogo.

Objetivos:
O Psicodiagnóstico é uma avaliação psicológica que visa identificar forças e fraquezas no funcionamento psicológico, com foco ou não na psicopatologia (transtorno mental), criando condições para a compreensão da personalidade do paciente.O processo psicodiagnóstico pode ter um ou vários objetivos, de acordo com os motivos do encaminhamento.Dessa forma, utilizam-se técnicas e testes psicológicos, tendo tempo delimitado e número de sessões definido.

Metodologia:
Para desenvolver o processo por completo seguem-se os passos abaixo:
1) Levantar as hipóteses iniciais de acordo com os motivos da consulta ou encaminhamento;
2) Elaboração de plano de avaliação;
3) Definição de instrumentos a serem utilizados e do número de sessões necessárias para o levantamento dos dados (qualitativos e quantitativos);
4) Coleta dos dados – Integrar os dados e informações coletadas;
5) Comunicar os resultados;
6) Entrega de relatório e encerramento do processo.

Quando é indicado o recurso da Avaliação Psicológica ou Psicodiagnóstico?
Quando um profissional suspeita (hipótese) de alguma alteração da personalidade ou do funcionamento psicológico. Pode ser solicitado por profissionais da área da saúde, instituições de ensino, poder Judiciário ou familiares.

Como é feito o pagamento?
O pagamento ocorre a cada sessão, sendo acertado entre cliente e terapeuta. É fornecido o recibo para reembolso no seu plano de saúde. Obs. A partir de 7 de junho de 2010 o número de sessões cobertas pelos planos de saúde passou de 12 por ano para 40. (ANS DIPRO n°25, RN 211).


Para quem |
Adultos, Crianças, Adolescentes, Idosos
Consulta Presencial  | Individual
Duração total da avaliação | Entre 1 a 4 sessões (depende de cada caso)
Duração da Sessão | 1 hora (variável)

cliqueaqui.JPG